Essa pergunta com certeza habita a cabeça de qualquer pessoa que precise usar peruca. Afinal, ao se perder os fios, é comum querer saber se ela pode ou não ser colada para se ter uma ideia de o quanto os fios poderão ser movimentados sem medo, se é perigoso para saúde, entre outras dúvidas sobre o uso de cola.

Já até fizemos um post aqui no blog sobre isso, mas esse é um assunto que sempre merece reforço, então vamos aos pontos principais:

OS PRÓS DA COLA PARA PERUCAS:

  • SENSAÇÃO DE SEGURANÇA: sem dúvida, uma das maiores vantagens de utilizar cola é se sentir segura (o), sabendo que pode movimentar normalmente os fios sem que corra o risco de a peruca se soltar. 

    Vento e penteados diversos também deixam de ser preocupação, uma vez que é possível até mesmo praticar esportes como corrida e natação sem que prejudiquem a fixação.

  • PRATICIDADE: outra vantagem de utilizar uma peruca que precisa de cola para fixação é a praticidade em não precisar tirar na hora de dormir. Aliás, o indicado é retirar apenas para higienização, pois removê-la todas as noites, visto que há cola entre o produto e a pele, pode até mesmo diminuir seu tempo de vida.

    Entretanto, algumas pessoas que já utilizaram esse tipo de peruca preferem amarrar os fios de alguma forma antes de deitar, para evitar que fiquem embaraçados. Afinal, uma vez que é preciso forçar os fios para soltá-los uns dos outros, também há o risco de danificação.

OS CONTRAS DA COLA PARA PERUCAS:

  • INVESTIMENTO: não é um fator que influencie diretamente no fato de a peruca poder ou não ser colada na cabeça, mas uma das maiores preocupações de quem precisa de uma é justamente o valor que irá pagar. E, quando se trata de algo que precise de cola, é preciso saber que esse valor não será único.

    Acontece que também será preciso comprar a cola (obviamente), que em uma pesquisa rápida em sites como o Mercado Livre sai em torno de R$70,00, e também o removedor para retirar os resíduos tanto da peruca quanto da pele. Assim que eles acabarem será preciso comprar mais, e assim sucessivamente. Ou seja: o que deve ser colocado na ponta do lápis não é só o valor investido na peruca.

  • DANOS À SAÚDE E HIGIENE: a cola é extremamente prática por permitir que a peruca fique por vários dias na cabeça, mas existe um problema: a película que ela forma.

    Essa película, junto à camada que a própria peruca já possui, impossibilita a respiração do couro cabeludo, o que pode causar fungos e até feridas. Caso isso ocorra, seria praticamente impossível voltar a usar qualquer tipo de peruca antes de a pele estar completamente curada. Outro ponto negativo é que, a longo prazo, os resíduos podem penetrar nessa região e danificar o bulbo capilar, fazendo com que qualquer chance de nascimento de novos fios deixe de existir.

No post citado no começo do texto falamos bastante sobre esses e outros pontos negativos quanto ao uso de cola em perucas, é só clicar aqui para fazer a leitura completa. Quanto à pergunta inicial, a resposta é sim: a peruca pode ser colada na cabeça, mas nem todas as empresas costumam trabalhar exatamente com esse tipo de produto por conta das desvantagens, que podem ser preocupantes.

O ideal, portanto, é ter a opinião e aval de um dermatologista ou outro especialista acerca da sua saúde e da composição da cola que será usada, para que não surjam complicações. Pessoas que fazem quimioterapia, por exemplo, precisam estudar a possibilidade com o oncologista responsável e avaliar se o tempo de tratamento condiz com a necessidade de utilizar esse tipo de peruca.

Se for adquiri-la para usar por pouco tempo, talvez não compense correr o risco de adquirir alergias e lesões capilares, que podem até mesmo comprometer o nascimento dos fios após o término do tratamento.

Caso tenha ficado com alguma dúvida sobre esse assunto, pode deixar um comentário ou entrar em contato.

Nossa experiência e conhecimento com certeza podem te ajudar =)