Saber cuidar bem de uma peruca não significa somente fazer uma boa higienização. Por se tratar de um produto delicado, feito através de costura total ou fio a fio em uma base que busca imitar o couro cabeludo, existem mais cuidados que devem ser tomados, como a maneira certa de guardá-la.

Essa base pode se danificar facilmente, assim como os fios, então é preciso se atentar a algumas dicas e truques de como guardar sua peruca, tantos as naturais quanto as sintéticas.

HIGIENIZAÇÃO E SECAGEM

Guardar uma peruca que esteja suja não é uma boa ideia, então uma boa higienização e a secagem correta são sim necessárias para evitar que estraguem. Perucas no geral podem facilmente ser higienizadas utilizando shampoos e condicionadores adequados, portanto basta comprar os produtos e utilizá-los normalmente.

A secagem também não possui segredo: as naturais podem ser secas rapidamente com o auxílio de um secador, após retirar o excesso de água. Já os fios sintéticos teoricamente não costumam ser resistentes ao calor excessivo e, nesse caso, seria indicado que a secagem ocorresse naturalmente à sombra. Porém já existem fios desse tipo extremamente similares aos naturais, o que possibilita a utilização de toalhas e secadores normalmente.

COMO GUARDAR

Uma vez que a peruca esteja completamente seca, é hora de penteá-la delicadamente, para que todos os fios embaraçados se soltem. No caso de perucas que são usadas diariamente, a opção ideal é guardá-la num suporte vazado, que evita que fiquem abafadas e já as mantem preparadas para utilização. Ou seja: basta tirar do suporte e colocar na cabeça.

Já as perucas que não são usadas com frequência, principalmente as sintéticas, podem ser guardadas até mesmo nos próprios saquinhos com os quais foram adquiridas. E uma técnica muito utilizada pelos Cosplayers, que utilizam diversos estilos de perucas para representarem personagens de animes e mangás, pode ser muito útil, principalmente quando se tratar de fios muito longos.

Trata-se nada mais do que trançar a peruca após penteá-la, ou enrolá-la em todo o seu comprimento imitando uma trança frouxa. Obviamente ela ainda continuará longa após esse processo, então o próximo passo é basicamente enrolá-la sobre ela mesma, “para cima” ou até mesmo “em volta” dela. Depois, é só colocá-la no saquinho e guarda-lo num local limpo. Pode parecer que esse pequeno “bolo” de fios dará trabalho na hora de ser usado novamente, mas essa técnica foi pensada justamente para evitar o máximo possível que haja embaraçamento, e por isso também é muito importante separar a peruca por mechas, para então começar a trançá-la.

E você, conhece alguma outra forma de como guardar perucas? Deixe nos comentários. E se ficou com alguma dúvida, é só ligar para a gente ou nos fazer uma visita =)