A calvície, conhecida cientificamente como Alopécia Androgenética, assusta tanto os homens quanto as mulheres, uma vez que os dois gêneros estão propensos a adquiri-la. Isso ocorre por que o principal elemento associado à queda dos cabelos é a testosterona, principal hormônio sexual masculino que também está presente no organismo feminino, embora em menor quantidade. Quanto mais avançada ela estiver, mais afetará a auto estima e mais difícil será revertê-la, o que pode causar desespero em muitas pessoas.

Mas o que nem todo mundo sabe é que existem diversas opções para acabar com a calvície enquanto ela ainda estiver no estágio inicial, ou mesmo para evita-la caso exista um fator hereditário na família. No geral, são dicas simples que todos podem e devem seguir.

É POSSÍVEL ACABAR COM A CALVÍCIE?

Como já diz o velho ditado, é sempre melhor prevenir do que remediar, e no caso da calvície não é diferente. Mesmo sendo um problema normalmente causado ligado ao estresse nas mulheres e hereditariedade e fator genético nos homens, é possível driblá-lo e quanto antes começar a prestar atenção nos sinais, melhor.

Confira abaixo 5 cuidados básicos que devem entrar na sua rotina o quanto antes para evitar que a alopécia androgenética evolua, indicados pelo Dr. Drauzio Varella, pelo dermatologista Dr. Arthur Tykocinski e pelo Dr. Luciano Brasanti, diretor médico do Instituto do Cabelo de São Paulo:

  • TENHA UMA BOA ALIMENTAÇÃO: nosso corpo como um todo precisa de inúmeras vitaminas e nutrientes para funcionar normalmente e manter a saúde em dia, e isso também se refere ao couro cabeludo. Não existem estudos comprovando que a falta de nutrientes esteja diretamente ligada à calvície, mas uma alimentação rica e equilibrada garante a saúde dos fios, deixando-os fortes e menos propensos a queda. Segundo o Dr. Tykocinski, é possível até mesmo obter bons resultados de crescimento capilar a partir da utilização de determinados alimentos, mas sempre considerando que o que pode ser bom para um indivíduo pode não ser bom para outro.

  • NÃO JUDIE DOS FIOS: a alopécia androgenética age de modo a deixar os fios cada vez mais frágeis e menores, até chegar a um ponto em que eles simplesmente não voltem a nascer. Alguns maus hábitos, como fazer penteados muito apertados, tendem a fragiliza-los ainda mais, acelerando o processo de queda e, em alguns casos, criando uma “cicatriz” no folículo piloso, o que impede novo crescimento mesmo que ainda fosse possível. Com cada vez mais homens aderindo a penteados e cuidados com o cabelo, é necessário que o público masculino, mais propenso à calvície, também tome certos cuidados: além de não tracionar os fios, é preciso não fazer uso exagerado de chapinha, secador, tintura e demais processos químicos.

  • CUIDE DO SEU COURO CABELUDO: como citado pelo Dr. Luciano Barsanti, praticamente qualquer coisa que seja boa para o couro cabeludo será boa também para os fios, mas o contrário não costuma ser verdadeiro. Dormir com o cabelo molhado, utilizar cremes em excesso e até mesmo o secador e a chapinha podem causar sérios danos, como o surgimento de fungos, dermatite ceborréica e aumento da oleosidade. Estes também são fatores que podem acarretar a queda dos fios e acelerar o processo da calvície, caso ela já esteja instalada.

  • NÃO ACREDITE EM PRODUTOS MILAGROSOS: perder os cabelos de fato é algo traumático e que pode levar ao desespero por uma solução imediata, mas os diversos produtos que prometem resultados rápidos podem agravar o problema ao invés de solucioná-lo. Outro agravante apontado pelos médicos é o abalo psicológico que pode aumentar ao confiar em produtos do tipo.

  • PROCURE UM ESPECIALISTA: o principal cuidado a se tomar ao perceber qualquer alteração no couro cabeludo ou aumento na queda dos fios é ter um acompanhamento médico. Homens cujos pais ou avôs tiveram calvície também podem procurar ajuda mesmo que ainda não tenha havido manifestação da alopécia androgenética, pois existem medicamentos que podem retardar seu aparecimento, fazendo com que o paciente ganhe muitos anos com cabelos e couro cabeludo saudáveis.

No geral, seguir essas dicas simples possibilita acabar com a calvície antes mesmo que ela apareça. Por isso reforçamos: quanto antes começar a se cuidar, melhor! Caso tenha ficado com alguma dúvida ou tenha alguma sugestão, deixe nos comentários que responderemos assim que possível =)